Jorge Balbi Jr. vence a MX1 em Siqueira Campos/PR e fatura carro 0Km

BRASILEIRO MX
29/11/10


Definidos todos os campeões do Pro Tork Brasileiro de Motocross



Com cerca de 300 pilotos inscritos e grande presença de público, a 8ª e última etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010, realizada neste fim de semana no Centro de Treinamento Pro Tork, em Siqueira Campos/PR, foi um enorme sucesso. A prova, válida também pelo Campeonato Paranaense e pelo Brasileiro de Motocross Júnior, definiu os títulos ainda pendentes na competição, com destaque para as conquistas de Davis Guimarães (MX3), Marçal Muller (MXJr), Kioman Munhoz (65cc), Bruna Bartz (MXF) e a vitória de Antonio Jorge Balbi Júnior (2B Duracell) nas categorias MX1 e MX2, levando para casa um carro e uma moto 0km.


O dia começou com uma grande disputa na categoria MX3. Vencedor da primeira etapa do campeonato, justamente em Siqueira Campos/PR, Nico Rocha (Pro Tork) fez o holeshot e assumiu a ponta, travando belo duelo com o catarinense Milton "Chumbinho" Becker (Pro Tork). Nico venceu a prova, mas quem mais comemorou foi Davis Guimarães (Pro Tork), que terminou em terceiro, e mesmo assim garantiu seu primeiro título brasileiro.

- Andaram falando algumas coisas, mas está aqui a resposta. Deus é pai, mas olha por todos e este título é a prova disso. Estou muito feliz por ser o campeão brasileiro. Agradeço ao meu mecânico Brutus, minha família, meu personal Otávio, meu grande amigo Paulo Stedile e ao meu time Pro Tork Racing - declarou Davis.


Na categoria MXJr. o gaúcho Marçal Muller (Kawasaki/SobreMotos/MSR) não precisava de muito esforço para confirmar o título. Líder na classificação geral com grande vantagem sobre o segundo colocado, Marçal necessitava apenas fazer a largada para ser campeão. Enquanto o gaúcho estava tranquilo, Rodrigo "Lama" (2B Duracell) veio com a faca nos dentes.

Apesar de não ter mais chances de título, Rodrigo queria fechar o ano com vitória. O piloto sergipano, que não teve um bom início de temporada por ainda estar se recuperando de lesão, já havia vencido a 3ª etapa, em Guarapari/ES. "Lama" acelerou forte e não deu chances para a aproximação de Marçal, garantindo sua segunda vitória no ano. O catarinense Victor Feltz terminou na quarta colocação, atrás de Anderson Amaral (2B Duracell), e ficou com o vice-campeonato.

- Não poderia haver melhor maneira de encerrar a temporada do Brasileiro. Não pude brigar pelo título, pois não disputei as primeiras etapas, mas essa segunda vitória prova que estou recuperado e em boa fase - diz Rodrigo.



Ausente na 7ª etapa do campeonato, em Brasília/DF, o mineiro Antonio Jorge Balbi Júnior (2B Duracell) voltou com tudo para a final do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2010. Depois de vencer a bateria da categoria MX2, seguido por Anderson Cidade (Yamaha/Geração) e Marcello "Ratinho" Lima (Vaz/Kawasaki/Rinaldi), Balbi voltou ainda mais determinado para a MX1. O piloto mineiro travou belíssimo duelo com Cidade, levantando o público nas arquibancadas. No final, nova vitória, mais uma vez seguido por Anderson Cidade, mas com o argentino Jose Felipe (Pro Tork) na terceira posição. Marcello "Ratinho" conquistou o vice-campeonato na MX2, e seu irmão Eduardo "Dudu" Lima (Vaz/Kawasaki/Rinaldi) foi o vice na MX1.


- Infelizmente fiquei fora da luta pelo título, mas provei que se eu estivesse saudável o ano inteiro eu estaria na briga. Mas o Scott (Simon) mereceu e está de parabéns pelo campeonato. Estou muito feliz, pois todas as provas que eu participei na categoria MX2 eu venci, e na MX1 só perdi em Siqueira. Minha recuperação foi fantástica, Comemorar bastante as vitórias e o carro zero, pois não é todo dia que isso acontece, agradecer a minha equipe, dar parabéns ao meu pai pelo aniversário e continuar trabalhando pois tem muita coisa pela frente - declarou Balbi.

A categoria MXF, que estreou este ano no Campeonato Brasileiro de Motocross Júnior, também definiu sua primeira campeã nacional. Bruna Bartz (Bogul Filtros/Repsl/GP1 Kawasaki) voltou a vencer e, seguida por Maiara Basso (Cereais Basso/IMS), Katia Schneider (Melissas SA/Pro) e Janaina Todeschini (Farover Transp./Todeschini), garantiu o título de campeã brasileira.

- Ofereço esse título ao meu tio, que me leva às corridas, à minha mãe, que está nos Estados Unidos, a quem eu mando um beijo com muita saudade, ao meu treinador e a todos que me apoiaram. O campeonato feminino de motocross valorizou muito as meninas que andam. Espero que nos próximos anos tenhamos ainda mais mulheres andando e que o nível do motocross feminino fique cada vez mais alto - afirmou Bruna Bartz.

Na categoria 230cc, nova vitória do campeão antecipado Carlos Eduardo Franco (Pro Tork), seguido por Nivaldo Viana (2B Duracell) e Germano Vandresen (Mega Motos/Brasil Racing). Com um 4º lugar, Ismael Rojas garantiu o vice-campeonato. Na 85cc, também vitória do campeão antecipado, Anderson Amaral (2B Duracell), seguido por João Pedro Pinho (Brasil Racing/Fly/Dragon), que conquistou o vice-campeonato, e Pedro Henrique Bueno (Brasil Racing/Mundial Prime).

- Treinei muito esse ano para disputar esse título. Foi sofrido, pois venho tentando há vários. Talvez eu suba de categoria no ano que vem, indo para a Júnior. Sei que nada é fácil, mas vou batalhar e me esforçar bastante para conseguir novos títulos - ressaltou Anderson Amaral.


 Entre a garotada, a vitória na categoria 65cc ficou com o gaúcho Enzo Lopes (Pirelli/Freeday/Answer), seguido por José Brayan Soares (Kaiani/Dipil/Lavizoo) e Kioman Munhoz (Rinaldi/Agel). Esta foi a 4ª vitória de Enzo na temporada, mas como o gaúcho não disputou uma das etapas por estar machucado, não conseguiu repetir a conquista do título de 2009, quando foi campeão da categoria 50cc. O título do campeonato ficou com Kioman Munhoz, que somou 180 pontos, contra 168 de Enzo.

Na 50ccA, vitória de Gabriel Andrigo (Fredy Tintas/Tintas Killing), seguido por Lucas Torres  (Lem Motor/ASW/Radiex). Com esse resultado, Lucas garantiu o título de campeão e Gabriel foi o vice. Na 50ccB, a vitória foi de Arhur Todeschini (Expresso Sul/Cetric/Moto Jeans), seguido por Matheus Favero (Clean Dete) e Thiago Brenner (Brasil Racing/By china). Arthur Todeschini foi o campeão da categoria, e Guilherme Torres (Lem Motor/ASW/Radiex) o vice.

Resultado completo das categorias MX1, MX2, MX3, 65cc, 85cc e 230cc
http://www.cbm.esp.br/sistema/resultados.php?etapa=204&organizador=CBM&idModalidade=13

Classificação final das categorias MX1, MX2, MX3, 65cc, 85cc e 230cc
http://www.cbm.esp.br/sistema/classificacao.php?campeonato=13&organizador=CBM&idModalidade=13

Resultado completo das categorias MXJr, MXF, 50ccA e 50ccB
http://www.cbm.esp.br/sistema/resultados.php?etapa=407&organizador=CBM&idModalidade=13

Classificação final das categorias MXJr, MXF, 50ccA e 50ccB
http://www.cbm.esp.br/sistema/classificacao/33a4f6c0ef4310973bf324671d305b9c.pdf




Notícias Relacionadas
MX2 Junior entrará na disputa da 3ª etap...
3ª etapa será a penúltima rodada para ca...
Campano vence em SC e é líder na MX1 no ...
Confira a programação da 2ª etapa do ...
Santa Catarina volta a receber Brasileir...
Dudu vence 1ª bateria da MX1 no Brasilei...
Confira detalhes sobre as categorias em ...
Brasileiro de Motocross anuncia patrocin...
Abertura do Brasileiro de Motocross será...
Brasileiro de Motocross PRÓ terá mudança...
 
Mais Lidas
A sétima etapa do Campeonato Brasileiro ...
Brasileiro MX - Canelinha terá big jump ...
Scott Simon da vitória a equipe Pro Tork...
João Paulino “Marronzinho” chega em quin...
Jorge Balbi Jr. vence a MX1 em Siqueira ...
Veja matéria completa da final do Brasil...
Motódromo de Carlos Barbosa vai receber ...
Americano Scott Simon é campeão brasilei...
Não existem mais invictos no Brasileiro ...
Estrangeiros dominam 5ª etapa do Brasile...






MOTOPRESS
PHONE - 55 11 9 83816355
Desde 2001 - 2017 ® Point Comunicação