Balbi põe Brasil de novo na final do Motocross das Nações

MX DAS NAÇÕES
26/09/10

Balbi comemora o excelente sexto lugar da classe Open e a classificação do Brasil para a final. O mineiro mais uma vez foi fundamental para a conquista da vaga



O Brasil pode comemorar pela quarta vez seguida a classificação para as finais do Motocross das Nações. A seleção brasileira, inclusive, conquistou a

Pipo Castro terminou em 19º na MX2 e ajudou a seleção brasileira a ese classificar

vaga com o melhor resultado da história. Assim como no ano passado, o time nacional não terá de participar da repescagem pois garantiu-se entre as 19 melhores seleções. A exemplo de 2009, na Itália, o herói brasileiro foi o mineiro Jorge Balbi, mais experiente da equipe, Balbi superou seu resultado individual e terminou a bateria classificatória da Open com a sexta posição.

O desempenho do atleta da 2B Racing foi realmente impressionante e durante boa parte da prova, Balbi esteve na quinta posição à frente do atual vice-campeão mundial da MX1, Clement Desalle. Apesar de ter perdido o quinto posto para o atleta da Suzuki, Balbi segurou o sexto lugar do também piloto Suzuki, Arnaud Tônus.

Quem também teve um bom desempenho foi o catarinense Pipo Castro. Apesar de estar competindo na classe MX1 no Brasil, Pipo conseguiu se adaptar rápido à 250 cc e terminou sua classificatória na 19ª posição, ajudando a equipe a seguir na competição.

Anderson Cidade, que acabou sendo chamado as pressas para o evento, foi o 22º na categoria MX1. O grande nome do dia foi do italiano Antonio Cairoli, atual bicampeão mundial, o piloto KTM venceu praticamente de ponta a ponta a bateria da MX1. Atrás de Cairoli terminaram o australiano Brett Metclafe, o francês Gautier Paulin e o americano Ryan Dungey.

Antonio Cairoli venceu a classificatória da MX1 e foi o grande nome deste sábado



Um duelo já esperado foi a grande sensação da corrida da MX2. O piloto da casa Trey Canard e o jovem Ken Roczen protagonizaram uma disputa

Andrew Short dominou a bateria classificatória da Open

emocionante. Canard liderou boa parte da bateria, mas há duas voltas do fim, o alemão roubou a liderança. Parecia que Roczen ficaria com a vitória, no entanto, Canard não desistiu e na volta final a pressão do piloto e da torcida fez efeito e Roczen acabou levando uma pequena queda. O incidente deu à vitória a Canard, ainda assim, o alemão conquistou a segunda posição à frente de Jeremy Van Horebeek..

A bateria da Open, terceira e última deste sábado (25) foi vencida novamente pela equipe americana. Sem grandes dificuldade Andrew Short venceu de ponta a ponta e provou a força do time da casa e também favorito à vitória neste domingo. Ben Townley, que compete nos Estados Unidos, mas neste fim de semana está representando a Nova Zelândia. Kyle Regal, outro piloto acostumado aos Estados Unidos, terminou em terceiro. O quarto foi o alemão Max Nagl, seguido pelo belga Clement Desalle e pelo brasileiro Jorge Balbi.


Trey Canard e Ken Roczen foram os protagonistas da bateria da MX2

Resultados das três baterias:

MX1
PS Piloto País Equipe
1 Antonio Cairoli Itália KTM
2 Brett Metcalfe Austrália Honda
3 Gautier Paulin Francês Yamaha
4 Ryan Dungey Estados Unidos Suzuki
5 Jonathan Barragan Espanha Kawasaki
6 Steve Ramon Bélgica Suzuki
7 Tanel Leok Estônia Honda
8 Rui Gonçalves Portugal KTM
9 Jake Nicholls Inglaterra KTM
10 Joshua Coppins Nova Zelândia Aprilia
11 Jeremy Medaglia Canadá KTM
12 Matthias Walkner Austria KTM
13 Akira Narita Japão Yamaha
14 Gerald Gonalez Costa Rica Kawasaki
15 Marcus Shiffer Alemanha Suzuki


MX2

PS Piloto País Equipe
1 Trey Canard Estados Unidos KTM
2 Ken Roczen Alemanha Suzuki
3 Jeremy Van Horebeek Bélgica Kawasaki
4 Zach Osborne Porto Rico Yamaha
5 Marvin Musquin França KTM
6 Martin Davalos Equador Yamaha
7 Mattis Karro Letônia Yamaha
8 Alessandro Lupino Itália Yamaha
9 Dean Ferris Austrália Honda
10 Harri Kullas Finlândia Yamaha
11 Valentin Guillod Suiça KTM
12 Martin Barr Irlanda Honda
13 Frederik Noren Suécia Honda
14 Brad Groombridge Nova Zelândia Honda
15 Kaven Benoit Canadá KTM


Open

PS Piloto País Equipe
1 Andrew Short Estados Unidos Honda
2 Ben Townley Nova Zelândia Honda
3 Kyle Regal Porto Rico Honda
4 Max Nagl Alemanha KTM
5 Clement Desalle Bélgica Suzuki
6 Jorge Balbi Brasil Kawasaki
7 Arnaud Tonus Suiça Suzuki
8 Brad Anderson Inglaterra Honda
9 Yoshitaka Atsuta Japão Suzuki
10 Jay Marmont Austrália Yamaha
11 Manuel Monni Itália Yamaha
12 Gunter Schimidinger Austria Suzuki
13 Alvaro Lozano Espanha Yamaha
14 Kyle Keast Canadá Honda
15 Luis Correia Portugal Yamaha

Classificação final por equipes:

Seleção Pontos
Estados Unidos 2
Alemanha 6
Porto Rico 7
Bélgica 8
França 8
Itália 9
Austrália 11
Nova Zelândia 12
Inglaterra 17
Espanha 18
Suiça 18
Japão 22
Estônia 23
Portugal 23
Letônia 24
Austria 24
Canadá 25
Brasil 25
Finlândia 27







Notícias Relacionadas
Eduardo Lima, Fabio Santos e Ramyller, s...
Grã-Bretanha, Atterley BACIA será a sede...
Jean Ramos e Fabio Santos falam de seus ...
Três vezes França, sai na frente como gr...
Contagem regressiva faz pilotos intensif...
Motocross das Nações 2016: time brasilei...
MXoN: Correndo em casa, França defende o...
MXoN: O que esperar do Motocross das Naç...
MXoN: Team Brasil se instala e faz prime...
França vence o Nações 2014...
 
Mais Lidas
Equipe americana apresenta uniforme que ...
História do Brasil no Motocross das Naçõ...
Monster Energy Motocross of Nations 2011...
Equipe brasileira do MX das Nações tem p...
Balbi põe Brasil de novo na final do Mot...
Equipe brasileira evolui no segundo dia ...
Dungey desequilibra e EUA é campeão mais...
Pilotos de Team Brasil disputam o campeo...
Sexta-feira agitada no Motocross das Naç...
Estados Unidos vence e mantém a hegemoni...






MOTOPRESS
PHONE - 55 11 9 83816355
Desde 2001 - 2017 ® Point Comunicação