Estrangeiros dominam 5ª etapa do Brasileiro de MX em Canelinha

BRASILEIRO MX
15/08/10

A quinta etapa do Campeonato Brasileiro Pro Tork de Motocross visitou o circuito de Canelinha, SC

Um sucesso, é assim a melhor forma de definir a quinta etapa do Campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross. Realizada na cidade de Canelinha, em Santa Catarina, o evento reuniu cerca de 20 mil pessoas neste domingo (15). O sol, o esforço da Pro Tork, da Rinaldi e da federação local, fizeram dessa, uma das melhores provas da temporada. Na pista os pilotos fizeram sua parte e o espetáculo foi de alto nível. Apesar dos brasileiros não terem vencido nenhuma das principais categorias (MX1 e MX2), Canelinha ficou em festa mais uma vez.







MX3

Nico comemora com a torcida uma das vitórias mais emocionantes da tarde


A bateria da MX3 abriu o dia com uma prova emocionante. Na briga pelo título do nacional, os companheiros de equipe Davis Guimarães e Nico Rocha travaram

Batalha pela primeira posição entre os companheiros de equipe Davis Guimarães e Nico Rocha

um duelo equilibrado e espetacular. O líder da temporada Davis começou na frente, porém, sempre teve por perto a sombra de Nico. O duelo estendeu-se durante toda a bateria e só foi definido a duas curvas do fim, quando Nico entrou por dentro na curva e superou Davis. Na curva seguinte, o líder do certame tentou dar o troco e acabou levando uma leve queda. Nico comemorou como nunca, jogou o capacete para torcida e, de quebra, esquentou a briga pelo título. Davis levantou-se rapidamente e terminou em uma frustrante segunda posição.

Nielsen Bueno, da equipe Suzuki, mostrou mais uma vez que, além de ser um excelente piloto de Enduro, também é muito rápido nas pistas de motocross. O mineiro conquistou mais um pódio no nacional ao terminar na terceira posição. O quarto posto ficou com o piloto William Guimarães, que depois de cair na segunda curva, acelerou forte e conseguiu uma grande recuperação.

O pódio ainda teve o “piloto da casa” Richard Berois, da equipe Geração Yamaha. O uruguaio que também está na briga pelo título da competição sofreu com uma largada ruim e uma queda durante a bateria, ainda assim, Richard levou a equipe Geração ao pódio com o quinto lugar.

Resultado:

1- Nico Rocha
2- Davis Guimarães
3- Nielsen Bueno
4- William Gimarães
5- Richard Berois
6- Vagner Lachi
7- Walter Tardin
8- Erivelton Nocoladelli
9- Alexandro Martin
10- Marcelo Agostini

65cc

Kioman venceu novamente a classe 65cc e está muito perto de chegar ao seu primeiro título nacional nesta categoria


Os menores pilotos do nacional foram a segunda categoria a entrar na pista. Líder do nacional, o goiano Kioman Navarro “passeou” na prova catarinense. Depois de

Pódio da categoria 65cc

largar na terceira posição, o pilotinho assumiu a liderança ainda na primeira volta e passou a abrir vantagem sobre os seus adversários. Ainda no início, Kioman já tinha uma liderança confortável que manteve até a bandeira quadriculada.

O paulista Djalminha Britto, único que parecia capaz de andar com o goiano, sofreu com uma largada muito ruim e demorou para alcançar o segundo posto. Apesar da ótima recuperação, Djalminha não teve como atacar Kioman na briga pela vitória.

José Brayan, que havia largado em segundo e chegou a liderar por alguns metros, bem que tentou defender a segunda posição de Djalminha, porém, um pouco mais lento, Brayan teve de se contentar com o terceiro posto.

Resultado:

1- Kioman Navarro
2- Djalma Britto
3- José Brayan
4- Arthur Todeschini
5- Matheus Souza
6- Daniel Reichhardt
7- Gabriel Della Flora
8- Guilherme Torres
9- Leonardo Souza
10- Wagner Oliveira

MX2

Adam Chatfield voltou a vencer a categoria MX2 e está se aproximando dos líderes da competição


Um corridaço! Assim podemos definir o que aconteceu no circuito de Canelinha na prova da MX2. Com os mais rápidos pilotos reunidos, quem comandou a

Scott Simon dá show durante a bateria da categoria MX2. O americano terminou a prova em segundo

primeira metade da bateria foi o paulista Thales Vilardi. O piloto da KTM largou na frente e puxou o pelotão, que ainda tinha Anderson Cidade, Gabriel Gentil, João Paulo Feltz e Adam Chatfield.

Enquanto Thales mantinha a liderança, o trio da equipe Geração Yamaha “empurrava” o líder. A briga intensa empolgou o excelente público e depois de algumas voltas Anderson perdeu a vice-liderança para seu companheiro Gabriel Gentil.

Contudo, quem chegou definitivamente para brigar pela vitória foi o inglês da 2B Racing, Adam Chatfield. O gringo superou João Paulo, depois Anderson e Gabriel para, enfim, colar em Thales e dar início a batalha pelo primeiro lugar. No momento da tentativa de ultrapassar o piloto da KTM, Adam acabou chocando-se acidentalmente com Thales e o paulista levou a pior. Enquanto o inglês assumiu a liderança, Thales despediu-se da prova com dores no ombro.

Na frente, Adam abriu poucos segundos, porém, que o deixaram tranquilo para chegar a mais uma vitória no Brasileiro (o piloto também venceu a prova de Foz do Iguaçu). Scott Simon, líder da temporada, teve mais trabalho para se juntar ao pelotão da frente. Contudo, depois que o piloto Pro Tork alcançou os seus adversários, ele não teve dificuldades para ganhar as posições e completou a bateria na vice-liderança, mantendo-se assim, na ponta da tabela de classificação.

Anderson Cidade, da equipe Yamaha Geração, esteve sempre na luta direta pela vitória e, nas voltas finais, até tentou dar o troco em Scott Simon. No entanto, o piloto da casa terminou mesmo em terceiro atrás da dupla estrangeira.

O quarto posto tinha tudo para ficar com outro piloto da equipe Yamaha Geração, contudo, tanto Gabriel como João Paulo Feltz tiveram problemas mecânicos e abandonaram a disputa já na parte final da corrida. Melhor para Marcello Lima, o Ratinho, que depois de largar fora dos dez primeiros, conquistou a quarta posição, manteve-se na vice-liderança do certame e, de quebra, carimbou o passaporte para o Motocross da Nações.

Ratinho, no entanto, teve um briga emocionante com Duda Parise. O duelo entre o paulista e o gaúcho valia não só a segunda posição do campeonato como a briga pela vaga na equipe brasileira no MX das Nações. Dudu, irmão de Ratinho e companheiro de equipe na Vaz/Kawasaki, também estava na briga pela quarta posição, porém, o caçula da família Lima terminou atrás dos dois em sexto e, portanto, ficou de fora do pódio da etapa catarinense.

Resultado

1- Adam Chatfield
2- Scott Simon
3- Anderson Cidade
4- Marcello Lima “Ratinho”
5- Douglas Parise
6- Eduardo Lima
7- José Felipe
8- Marçal Muller
9- Humberto Martin
10- Leandro Smakovicz

230cc

Carlos Eduardo garantiu a vitória da equipe Pro Tork na categoria 230cc


Na categoria das motocicletas nacionais, o domínio mais uma vez foi do piloto Carlos Eduardo Franco. Atleta da equipe Pro Tork, o líder do nacional largou na

Ismael Rojas

quarta posição, mas ainda na primeira volta já havia superado os três pilotos a sua frente a assumido a liderança. Nas voltas seguintes, Carlos Eduardo abriu vantagem para conquistar outra vitória tranquila.

A segunda posição ficou com o paulista Ismael Rojas. O piloto, a exemplo do primeiro colocado, andou isolado na vice-liderança e não teve problemas para terminar na segunda posição. Também isolado no terceiro posto ficou Germano Vandresen. O paulista largou na frente, porém, não sustentou a primeira posição e caiu para o terceiro lugar.

Vice-líder da temporada, Nivaldo Viana estava no pelotão da frente e lutava pela vitória, contudo, uma queda na segunda volta empurrou o paulista para as últimas colocações. Apesar do esforço, Nivaldo conseguiu recuperar-se apenas até a quarta posição.

Resultado

1- Carlos Eduardo Franco
2- Ismael Rojas
3- Germano Vandresen
4- Nivaldo Viana
5- Eduardo Rosing
6- Vinícius Barbieri
7- Anderson Alberton
8- Ricardo Kades
9- Felipe Legarrea
10- Jader Shmitz

85cc

Anderson venceu mais uma na classe 85cc e está muito próximo do título no nacional


Em mais um fim de semana perfeito, o líder do Campeonato Pro Tok Brasileiro de Motocross, Anderson Amaral, venceu e distanciou-se ainda mais de seus

João Ribeiro deu trabalho ao piloto Anderson Amaral, mas no final da prova, terminou mesmo em segundo

adversários. Com o melhor tempo nos treinos, o paulista largou na frente e venceu de ponta a ponta a quinta rodada da competição. Ainda que João Ribeiro tenha dado trabalho ao piloto da equipe 2B Racing, em grande fase, Anderson fez a lição de casa e venceu mais uma, a quinta da temporada.

João, por sua vez, mostrou que está mais rápido a cada etapa e com mais um bom resultado, pulou para a vice-liderança do certame. O piloto da equipe Brasil Racing acompanhou o ritmo do líder durante toda prova e, mesmo não tendo ameaçado de forma direta o paulista, fez uma de suas melhores provas da temporada.

Mais atrás ficou o piloto da casa Rodrigo Riffel. O catarinense, melhor colocado entre os pilotos que competiram com motocicletas 2T, andou sozinho em terceiro e não teve dificuldade para garantir o resultado.

O pódio ainda contou com a presença de Hallex Dalfovo e Gabriel Carbonera.

Resultado

1- Anderson Amaral
2- João Ribeiro
3- Rodrigo Riffel
4- Hallex Dalfovo
5- Gabriel Carbonera
6- Pedro Godoy
7- Cristian Scherer
8- Guilherme Antonietti
9- Kioman Navarro
10- José Brayan

MX1

O argentino José Felipe roubou a cena na categoria MX1 e venceu um duelo com brasileiros, americano e inglês


A última bateria do dia fechou a quinta rodada do nacional com outra grande performance dos pilotos. O argentino José Felipe roubou a cena e largou na frente, o

Anderson Cidade foi o melhor piloto da casa nas categorias MX1 e MX2

piloto batalhou com vários adversários para manter a liderança que, na metade da prova, foi perdida para Scott Simon. Na sequência, foi a vez de Adam Chatfield ultrapassar o piloto.

Parecia que o americano e o inglês dominariam novamente a prova, porém, um forte acidente com Adam tirou o piloto da 2B Racing da disputa. Duas voltas mais tarde foi a vez do líder da temporada e da prova, cair, apesar de voltar para corrida, Scott perdeu quatro posições.

José Felipe voltou a ter a liderança, mas, assim como antes, não teve sossego em nenhum minuto. Com Duda Parise inspirado, o argentino teve dificuldades para manter-se na frente, pois o gaúcho pressionou o quanto pôde.

A bateria seguiu indefinida até os seus últimos minutos, quando Scott, recuperado da queda, já voltava a pressionar Anderson, Duda e José. Há duas voltas do fim, o americano chegou a ultrapassar Duda e foi para cima de Anderson. Contudo, uma nova queda tirou o piloto da Pro Tork da briga por mais uma vitória.

Na frente, José conseguiu conter Duda, que, no finzinho, acusou o cansaço e perdeu posições importantes até ficar de fora do pódio. Quem não cansou foi Anderson Cidade, empurrado pela torcida, o catarinense tentou até a bandeira quadriculada a vitória, porém, o argentino soube defender-se e conquistou sua primeira vitória no Campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross.

Ao término dos mais de 30 minutos de prova, a ordem final ficou assim: José Felipe, Anderson Cidade, Roberto Castro, Scott Simon e Gabriel Gentil.

Resultado

1- José Felipe
2- Anderson Cidade
3- Roberto Castro
4- Scott Simon
5- Gabriel Gentil
6- Douglas Parise
7- Christophe Castro
8- Eduardo Lima
9- João Paulo Feltz
10- Leandro Smakovicz





Notícias Relacionadas
MX2 Junior entrará na disputa da 3ª etap...
3ª etapa será a penúltima rodada para ca...
Campano vence em SC e é líder na MX1 no ...
Confira a programação da 2ª etapa do ...
Santa Catarina volta a receber Brasileir...
Dudu vence 1ª bateria da MX1 no Brasilei...
Confira detalhes sobre as categorias em ...
Brasileiro de Motocross anuncia patrocin...
Abertura do Brasileiro de Motocross será...
Brasileiro de Motocross PRÓ terá mudança...
 
Mais Lidas
A sétima etapa do Campeonato Brasileiro ...
Brasileiro MX - Canelinha terá big jump ...
Scott Simon da vitória a equipe Pro Tork...
João Paulino “Marronzinho” chega em quin...
Jorge Balbi Jr. vence a MX1 em Siqueira ...
Veja matéria completa da final do Brasil...
Motódromo de Carlos Barbosa vai receber ...
Americano Scott Simon é campeão brasilei...
Não existem mais invictos no Brasileiro ...
Estrangeiros dominam 5ª etapa do Brasile...






MOTOPRESS
PHONE - 55 11 9 83816355
Desde 2001 - 2017 ® Point Comunicação